15.12.11





O portão aberto. . .
Lá no fundo do quintal
O céu azul profundo


João Toloi


(muito obrigada por este haicai-presente, João) 


 

Nenhum comentário: