12.5.10




um corvo
pousou no galho seco
crepúsculo de outono

Matsuo Basho

Nenhum comentário: