31.5.10




O velho chorão
balança ao vento
--------anoitece

Luciana Bortoletto

Nenhum comentário: