30.4.10





Nas frestas das árvores
o sol, a névoa, a poeira —
novo amanhecer

Marba Furtado

Nenhum comentário: