16.4.10





Como versos livres
- ao toque dos tico-ticos -
as flores que caem...

Teruko Oda

Nenhum comentário: