23.3.10





É muito silêncio
enquanto as flores não crescem
e os poetas dormem.

Eolo Yberê Libera

Nenhum comentário: