19.2.10




Seis horas da tarde:
sons de cigarras prolongam
os sinos do templo.

Aníbal Beça

Nenhum comentário: