2.2.10




Por este caminho,
Ninguém mais passa —
Tarde de outono.

Bashô

Nenhum comentário: