11.2.10




Nada indica
Que ela vá morrer —
Canta a cigarra.

Bashô

Nenhum comentário: