25.2.10




Fugiu-me da mão
no vento com folhas secas
a carta esperada.

Anibal Beça

Nenhum comentário: