15.2.10




Como se neste mundo
Não tivesse mais esperanças,
Vai-se a borboleta!

Issa

Nenhum comentário: