24.9.09



vento nenhum
parou para ouvir
o silêncio da noite

Alexandre Brito