2.7.09




o vento de outono
como um pássaro que passa
partiu sem adeus

Gustavo Felicíssimo