6.6.09



No conforto do cantar
rede que balança
eu e o sabiá.

José Herculano