12.3.09



Porque não sabemos o nome
Tenho de exclamar apenas:
"Quantas flores amarelas!"

Paulo Franchetti